Você sabe o que faz (ou que deveria fazer) um vereador?

   Muito se pergunta por ai no dia a dia, nas conversas de rua, dos bares, nas associações e entidades constituídas: para que serve um vereador e o que ele faz? Pois bem, nesta semana resolvi trazer algumas informações a respeito.
   O vereador, de maneira geral, tem duas funções principais: fiscalizar as ações da Prefeitura e legislar. No exercício desta função, o vereador é o fiscal dos atos do prefeito na administração dos recursos do município expressos no orçamento. O vereador também faz as leis que estão dentro de sua competência, e analisa e aprova as leis que são de competência da prefeitura, do Executivo. Em resumo, o vereador recebe o povo, atende as suas reivindicações e é o mediador entre o povo e o prefeito.
  
   As funções principais de um vereador são:
  
   Atividade Plenária
   É a ação do vereador nas votações e discussões em plenário – onde são travados os grandes debates. É ali também que ele se posiciona politicamente, através de pronunciamentos. Vota os projetos de lei e defende suas propostas.
   Ação Partidária
   Cada vereador é eleito por um partido. Por isso mesmo tem que se manter em sintonia com seus dirigentes, lideranças e correligionários. Reuniões de bancada, de diretório e mesmo de discussão de estratégias exigem muito do parlamentar na condução de seus trabalhos legislativos.
   Atividade de Gabinete
   É no seu gabinete, uma sala apropriada, que o vereador recebe seus eleitores. Tem acesso às sugestões, às críticas, às reivindicações que dizem respeito ao seu desempenho e a sua região. É do gabinete, também, que ele aciona seus contatos – telefônicos ou pessoais – com as bases ou com o governo.
   Membro das Comissões
   Cada vereador integra uma ou mais comissões permanentes da Casa, onde são apreciados os projetos específicos da área a que se dedica essa comissão. Existem também comissões temporárias, criadas para assuntos específicos, com prazo previsto de atuação.
   Elo com o Governo
   O vereador é quem cuida do relacionamento com suas bases, com os eleitores da sua região – com o governo, reivindicando melhorias, encaminhando soluções, elaborando e acompanhando projetos. Ele é o elo de ligação do governo com povo.

   Que tal você também acompanhar seu vereador?

   Lembre-se de que o pessoal que está na Câmara, está lá para trabalhar por você. Essa frase pode parecer simples, mas é a pura verdade e é uma das grandes vantagens de um sistema democrático. Porém, normalmente nós esquecemos isso e o que devia ser democrático de verdade, acaba sendo só teoria.
   Então, deixe um pouco o papo no MSN e orkut, ou mesmo tente desviar um pouquinho de algumas coisas importantes pessoais do dia-a-dia, escolha um dos que estão na Câmara dos Vereadores (que você tenha eleito ou não) e, primeiro, conheça o que ele faz e fez. Entenda o que ele quer fazer, seja perguntando pra ele e/ou pros seus assessores, lendo sobre suas promessas de campanha e assim por diante.
   E cobre. Cobre pelas leis que você quer. As que você acha mais importantes serem votadas e aprovadas na sua cidade. Outras ações e atitudes que você acha que um vereador tem que ter (imagine se você estivesse no lugar dele, o que faria?). E lógico, também, cobre o mais básico: ética, honestidade e assim por diante.
   Um vereador descomprometido e despreparado pode representar um atraso para a sua cidade. Pense nisso!

Um comentário:

  1. Boa Matéria Leonardo,bm esclarecedora.Realmente temos q analisar bm em qm votar,em qm colocarmos lá para nos defender e defender nossa cidade,pq ja vi em campanhas anteriores candidatos q nm sabiam o q iriam fazer c eleitos fossem,e o pior conseguiam alguns votos.Abção!!!!

    ResponderExcluir